Dissertações 1993-1999

1999

“Um outro corpo em cena: a deficiência física sob a lógica do espetáculo”.
Maria Lucineide Andrade Fontes

 

1998

“A heterogeneidade enunciativa no Jornalismo de revistas”.
Cassia Lobão Assis

 

1996

“Política e estética: uma tensão necessária. O sindicato brasileiro no ambiente da comunicação contemporânea”.
Edson Miranda Borges

“Fundamentos da Comunicação Humana (Intersubjetiva) na perspectiva da Psicanálise Lacaniana”.
Edyara de Morais Santana

“A curva e a pirâmide. A construção dramática e (tele)jornalística do acontecimento”.
Luiz César Alves Marfuz

“… E a tela invade a página. Laços entre Literatura e Cinema em João Gilberto Noll ”.
Marinyze das Graças Prates de Oliveira

“Narrativas jornalísticas: uma leitura das reportagens de Marcos Faermann no Jornal da Tarde”.
Sandra Regina Moura

“Imprecisão e técnica da linguagem jornalística. Uma análise do Jornalismo”.
Suênio Campos de Lucena

“Um olhar sobre a história – um confronto entre as idéias de Ferro e McLuhan em torno do filme como documento histórico”.
Tattiana Tessye Freitas da Silva

 

1995

“O mundo possível da tela. Representação, realidade e referência nas poéticas técnico-informáticas”.
Cicélia Pincer Batista

“Ingenuidade e Televisão: Investigação sobre o conceito de recepção e processo comunicativo”.
Itania Maria Mota Gomes

“De mídia e festa, a Micareta”.
José Carlos Silveira Duarte

“Eros, Midas e Freud. O erotismo e a publicidade na televisão”.
Luiz Fernando Pinto

“A teatralidade política. A cena espetacular na era da comunicação”.
Maria de Lourdes Motta

“A orgia dos objetos. Estudo sobre Recepção, Publicidade e ‘Excluidos’”.
Rita de Cássia Aragão de Matos

“Cor, cosmética e estilo: os discursos de beleza negra na Bahia contemporânea”.
Rita de Cássia Maia da Silva

 

1994

“Drácula segundo Lacan e Jung: a Psicanálise Lacaniana e a Psicologia analítica com perspectivas de comentário e interpretação do filme Drácula de Bram Stoker”.
Breno Mário Mascarenhas de Castro

“O presidente, o irmão, o jornalista, a secretária e o motorista: ligações perigosas entre jornalismo e política no Impeatchment de Collor.”.
Emiliano José da Silva Filho

“Ser mulher!… Uma nova mulher!… E uma dimensão poética do amor”.
Maria de Fátima Fontes Lima

“Jornalismo e Acontecimento. A produção de sentido e o discurso da informação”.
Sérgio Luiz Gadini

 

1993

“Psicanálise e Interpretação da Cultura”.
Cláudio Guimarães Cardoso

“Por que o Estado? As práticas estatais à luz do conceito freudiano da pulsão de morte.”.
Fernando Juan Garcia Masip

“Muito romântico ou poesia e política no filme ‘Terra em transe’ de Glauber Rocha”.
Júlio César Lobo

“Texto e Verdade: o contexto de interpretação em Umberto Eco”.
Waldomiro José da Silva Filho