Grupos da linha de Culturas da Imagem e do Som

Reúne pesquisadores que investigam fenômenos da comunicação relacionados às culturas da imagem e do som, seus processos de transformação históricos, políticos e estéticos. Suas pesquisas abarcam o desenvolvimento de referenciais teóricos e/ou procedimentos metodológicos de análise do audiovisual, da imagem e do som.

GRUPOS DE PESQUISA:

Arqueologia do Sensível

O grupo de pesquisa e estudos Arqueologia do Sensível, criado em abril de 2018, busca refletir sobre a imagem em sentido amplo, em perspectiva histórica e antropológica, com um interesse aberto em diversas possibilidades de estudos e experiências. Com base em atuação institucional nos estudos de cinema e audiovisual e na comunicação, pretende-se explorar possibilidades de diálogo entre perspectivas dos campos da história, da antropologia, da literatura, dos estudos de arte e cultura visual, entre outros horizontes de interlocução, para tornar possível a constituição de uma rede de pesquisadores/as. O que define essa rede em construção é a partilha do interesse em um horizonte empírico ampliado, definido pelo conceito de sensível, e em uma abertura metodológica radical, definida pelo conceito de arqueologia.

Coordenação: Marcelo Ribeiro
+ saiba mais: arqueologiadosensivel.ufba.br/

CHAOS – Cultura Audiovisual, Historicidades e Sensibilidades

Tem como interesse central o audiovisual e seus aspectos culturais, materiais, tecnológicos e estéticos. Investe em modelos teórico-metodológicos para análise de materialidades do audiovisual, com ênfase em processos históricos, modos de percepção e relações com identidades.  O Chaos acolhe estudos sobre diferentes objetos e processos audiovisuais, meios e relações entre eles, privilegiando dinâmicas que possam envolver audiovisuais em redes sociais digitais, plataformas de streaming, televisão, cinema, fotografia em articulação com a cultura pop.

Coordenação: Juliana Freire Gutmann

+ saiba mais: chaos-ufba.com.br

Laboratório de Análise Fílmica

O Laboratório de Análise Fílmica (LAF) é composto por dois núcleos: o “Nanook”, que pesquisa o cinema documental, e o Pepa, núcleo dedicado à análise de filmes ficcionais. Entre os interesses centrais do LAF estão as teorias do cinema, metodologias de Análise Fílmica, cinema latino-americano, cinema brasileiro, cinema africano, estudos do som e da música no cinema.

Coordenação: Guilherme Maia (Pepa) e José Francisco Serafim (Nanook)
+ saiba mais: lafposcom.com.br

TRACC – Centro de Pesquisa em Estudos Culturais e Transformações na Comunicação

TRACC – Centro de Pesquisa em Estudos Culturais e Transformações na Comunicação, criado em 2015, a partir da ampliação no escopo de pesquisa do GPAT (Grupo de Pesquisa Análise de Telejornalismo). Focaliza o desenvolvimento da reflexão dos estudos culturais sobre produtos e processos comunicacionais, acolhendo diferentes objetos (audiovisual, jornalismo, música, quadrinhos, etc.) que tenham em comum: a) apropriações dos estudos culturais para a análise da comunicação, seus produtos e processos, b) desenvolvimento de instrumental para a análise de processos históricos e transformações na comunicação.

Coordenação: Itania Gomes 

+ saiba mais: http://tracc-ufba.com.br

Coordenação: Itania Maria Mota Gomes

+ saiba mais: www.telejornalismo.org

Recepção e crítica da imagem (GRIM)

O grupo parte de uma vertente-chave de reflexão de problemas relativos à estética, à recepção e à crítica da imagem e abriga três categorias específicas de pesquisa: estudos de crítica enquanto discurso avaliativo de produtos artísticos e midiáticos.

Coordenação: Regina Gomes
+ saiba mais: http://grupogrim.wordpress.com